Para determinados casos de infertilidade pode-se propor tratamentos bastantes simples como a estimulação ovariana com acompanhamento do efeito das medicações mediante ultrassom e orienta-se a relação sexual no momento apropriado. Uma maior chance de gravidez é obtida se no momento próximo da ovulação, em vez de apenas orientar o coito espontâneo, decidir-se depositar os espermatozoides  no interior do útero. Essa técnica se chama de Inseminação intrauterina e é realizada após preparo do sêmen no laboratório para escolherem-se os espermatozoides mais férteis. Em determinados casais jovens essa técnica por ser de menor custo,  representa uma boa alternativa.

Para que seja realizada a IIU, o homem precisa ter um sêmen de boa qualidade e a mulher necessita possuir trompas saudáveis.